Pois é..lá voltei às andanças bloguistas!

Há mais de dois anos que não postava nada…o tempo…a vontade…o ímpeto já não foi o mesmo. Mas, da mesma forma como suspendi, cá estou novamente. Com seguidores ou não…com bons posts ou não..mas sempre o mesmo teor…versar sobre as mais diversas situações mundanas…! Como sempre…as opiniões são como as vaginas…cada um tem a sua e quem quiser dá-las….dá-las eheheheh! Este blog reflete as minhas opiniões.

Vou tentar um post diário…assim é que é…logo à bruta!Imagem

Anúncios

twitter

Sim foi ensaiado..mas por apenas 20 bailarinos . Agora as maravilhas do serviço TWITTER transformaram algo pensado para 800 pessoas, numa fantástica coreografia ( MOB FLASH ACT) de 21 000 !

É incrível o que faz uma pessoa que gosta:

  • de aparecer
  • da Oprah ( nos EUA quem não gosta)?
  • de dançar
  • dos BEP
  • da música
  • de cheirar o sovaco do colega do lado ( reparem bem em certas posições)
  • none of the above

Enfim… seja lá o que moveu a multidão, o resultado é fantástico!

Dados tão bem rolados estes!

Para quem não sabe…por estas alturas há milhares de pessoas em Portugal vidradas em torno de um PC. Ainda se perguntam como é que Portugal tem das mais altas taxas de utilização da Internet?

Devido aos professores que todos os anos…e em diversos períodos, atiram-se tipo fãs dos Guns N’Roses às espera do famoso “Chinese Democracy”,  ao site da DGRHE para ver a sua malfadada colocação. Muitas vezes o resultado é tão agridocce como o albúm dos Guns. “AHHHHHHHH JÁ SAIU…ah……afinal deu nisto! Pois!!”

Mas neste ano a coisa tornou-se mais conjectural!

Não obtendo do promotor das listas, das famigeradas listas, uma data concreta e sim um intervalo de equações complexas como “finais de agosto”, todos que esperam uma colocação desesperam por noticias concretas.

É de facto interessante ver como nós professores, no meio de tanta solicitação e pancada, conseguimos destruir férias para nos deliciarmos com um site que teima em não fazer refresh.

Quais dados, quais roletas? Se nao os há como poderemos nós jogar?

Pois é! É oficial…a “silly season” chegou!

A avaliar pela diferença temporal entre o último post e este, de facto, o tempo deste vosso camarada está mais leve…mais solto e obviamente…armado em parvo…como se deve estar numa verdadeira “Silly Season”.

Tarda nada começamos , terminados Europeu e Ligas ( ambos anedóticos para as cores portuguesas), a ver as belas das imagens dos nossos pseudo jogadores de futebol a banhos nas praias do meu Algarve ( com um l e sem cá inglesises). Mas para que raio me interessa a mim saber onde é que o “Puto maravilhas” foi com a família, o que comeu ou quem comeu?

Foi ele que a comeu ou a come…não eu, logo não me interessa!

E depois sempre temos a sempre confiável programação de Verão. De manhã os bonecos animados para a criançada que passados 10 minutos já nos estão a chagar o juízo para irem para a praia. Nós ainda a ressonar grunhimos qualquer coisa para o calar, mas…a ajuizada da esposa lá diz que convém ir para a praia às 7 da manhã por causa do Sol! E também, creio eu, para fazer companhia às gaivotas.

Já viram gaivotas na praia quando a mesma está cheia? Não…? Ah…pois não…já foram às 7 e foram-se embora por causa do Sol!

De tarde a Tv lá repete o mesmo filme, de há 40 anos atrás mas que fica sempre bem. OU isto…ou o belo programa de Verão com música pimba a rodos, concursos tipo “Vamos ver quem faz a estátua de areia má bonita” e uma duração de 4 horas… e lá vem o telejornal  com que notícias??? Claro! Os banhos dos futebolistas.

À noite temos, vezes sem conta, a infeliz ideia de ir jantar fora…convém sair de casa às 5 da tarde para arranjar estacionamento e lugar num restaurante. E comer com os olhos de quem está à espera, rosnando pela mesa…e nós…até nos sentimos mal em pedir um digestivo e um café… .

Porra…lá vem a silly season!!! E com ela…o calor…! Tem as suas vantagens…mas isso é um outro post!

Não tenho palavras! É isto que é ser professor?

Não me parece nada…digo eu que já ando há uma década nisto! Enfim…como será a professora avaliada?

Na minha humilde opinião…a menina teria o seu querido telemóvel estatelado numa parede se me fizesse uma cena daquelas!

Fica o vídeo para a Senhor Ministra ver! Espero que não retirem o vídeo do youtube!

tabloid-5.jpg
Bom… isto é mesmo sensacional. A notícia é algo sensacional.
Onde é que este mundo vai parar? Um professor agrediu um jovem ( será aluno? Maldita notícia pouco clara!), com uma faca. Um professor?
Essa classe de vândalos, homicidas, agressores e pessoas violentas!
Mas como é que permitem que ainda se formem professores?
É triste como os “opinion makers” ainda afundam mais a credibilidade dos professores. Não bastava estas transformações unilaterais decretadas em lei, a que nós, sim nós professores, estamos sujeitos todos os dia, ainda aparecem num jornal diário e num jornal nacional este tipo de título.
Eu, quando vi a notícia na TV pensei automaticamente…”Terá sido numa escola?”Mas, rapidamente, vi que não. Afinal foi algo que decorreu de outras situações que se passaram algures numa rua em Ermesinde. Mas também não interessa.
Foi um professor como poderia ter sido um advogado, um médico ou um chulo.
Mas foi um professor. É isto que interessa.
Aposto a reacção das pessoas em casa:
“Filho da minha alma…tu vê lá. Os professores são má rês. Cuidado”
” Eu bem desconfiava que a professora de Química, a usar bisturis para cortar sódio…só pode ser da mesma laia. Facas…facas! Pobre jovem”
Estou mesmo a ver a próxima notícia : ” Deputado Y agride militante com bésta” ou ” Prostituta agride traseunte com esperma”… Nunca se sabe!
Eu que pensava que o “O ÍNCRIVEL” tinha acabado.
Será que o “bat boy” recebe visitas na cadeia? Pelos vistos tenho que acreditar em tudo que leio.
tá o mar fête num cão”

Recebi o texto num e-mail milhares de vezes reencaminhado. O texto não é meu, mas…creio que representa o mal-estar que grassa por essa classe docente fora.. e as perguntas que muitos professores gostariam de fazer à actual Ministra da Educação:

O sistema educativo não estava famoso, mas não precisava, Senhora Ministra da Educação, de aparecer para estragar o resto!
Vem, V/ Exa., perguntar agora o que estão 30 professores a fazer numa sala de professores?
(…)
O que V/ Exa. mandou: a cumprir horário!
Não aumentou a carga horária dos docentes?
(…)
Tal como as utilíssimas «aulas de substituição» em que V. Ex.ª coloca um professor de Matemática a substituir um de Educação Física e vice-versa.
V/ Exa. Manda e os professores obedecem! Não têm alternativa, não é verdade?
Pode, portanto, V/ Exa. orgulhar-se dos resultados obtidos!
Eles são a consequência da sua «reforma»!

Mas não se preocupe pois vão piorar! Com o escabroso Estatuto da Carreira Docente que V/ Exa. inventou, os resultados só podem evidentemente piorar!

Nenhuma reforma, nunca, se conseguirá impor por decreto-lei nem contra a vontade da maioria dos envolvidos!

Os professores, obedientemente, cumprem e cumprirão sempre as suas ordens! Contrariados… muito contrariados… mas cumprirão! Não lhes pode é pedir que, apesar de tudo, as cumpram de sorriso nos lábios, felizes, contentes e totalmente envolvidos com as suas orientações! Não há milagres!
Cumprirão e ponto final! Que é o que V. Exa. quer?
Não se pode, portanto, queixar.
Continue a mandar assim e verá a tal curva de crescimento em queda absoluta.
É que não pode V/ Exa. exigir que se cumpram 35 horas de serviço na escola e se venha para casa preparar fichas de trabalho… apontamentos… actividades…estratégias… visitas de estudo… grelhas… avaliações… relatórios… currículos alternativos…programas adaptados… trabalhos em equipa… etc.… etc.… etc.·
V/ Exa. Tem família?
Saberá, porventura, o que é a dor de um pai que se vê obrigado a negligenciar a educação e o crescimento do seu próprio filho para acompanhar os filhos dos outros?
Esquece V/ Exa. Que os professores também são pais?
Também são pais, Senhora Ministra! Pais!

Que estabilidade emocional pode um professor ter se V/ Exa. resolve, 30 anos depois de Abril, impedir os professores de acompanharem os seus próprios filhos ao médico … à escola… aos ATLs?
Não têm os pais que são professores os mesmos direitos dos outros pais?


Conhecerá V/ Exa. a dor de uma mãe que se vê obrigada a abandonar o seu filho, prometendo-lhe voltar dali a uma semana?
E quer V/ Exa. motivação natural?
Com a vida familiar desfeita?
Não é do conhecimento público que os professores são os maiores clientes dos psiquiatras?
E que é entre os professores que se encontra a maior taxa de divórcios?
Porque será, Senhora Ministra?
Motivação?
Motivação, como? Se V/ Exa. obriga os professores a fazerem de auxiliares de acção Educativa?
Motivação, como? Se V/ Exa. obriga os professores a estarem na escola mesmo sem alunos? Motivação como se V/ Exa. obriga a cumprir 35 horas na Escola mesmo não tendo esta os meios essenciais para que se possa trabalhar.


(…)
Motivação, como? Se o clima é de punição e de caça aos mais frágeis?
Motivação, como? Se lava as mãos como Pilatos e deixa tudo à deriva passando toda a responsabilidade para as escolas?

Não é função de V/ Exa. resolver os problemas?
Não seria mais produtivo trabalhar ao lado dos professores?
Motivação, como? Se de cada vez que abre a boca para as televisões fá-lo para tentar virar toda a sociedade portuguesa contra a classe?
Motivação, como? Se toda a gente percebe que o seu objectivo é dividir para esfrangalhar a classe e poupar uns cobres?
Quer lá V. Exa. saber da qualidade do Ensino para alguma coisa!…. Quer é poupar!
O que vale é que por todo o país a opinião pública – e principalmente os Pais – já se estão a aperceber disso.

Motivação, como? Se V/ Exa. tem feito de tudo para isolar os professores dos alunos, dos pais, dos Sindicatos, da sociedade em geral?·
E fica V/ Exa. admirada com os resultados?
Não eram estes os resultados que esperava obter quando tomou posse e iniciou a sua cruzada contra os professores?
A sua estratégia é a mesma daqueles professores que V/ Exa. acusa de não estarem preocupados com os resultados escolares dos seus alunos.

Sabe, Senhora Ministra da Educação?
O sucesso não depende do manual… como não depende de decretos lei!
O sucesso depende do envolvimento que o professor consegue com os seus alunos!
Depende da capacidade de motivar! Depende da capacidade de o professor ir ao encontro dos interesses dos seus alunos.
Depende da relação professor-aluno! – a tal que V/ Exa. queria que fosse avaliada por alguém de fora da escola!
(…)

E não é que no Público vem uma notícia em que relata uma intervenção da Ministra e que nos apelida de “professorzecos”???? Nem interessa a quem se referia…tenha lá tento na língua. É o que digo ao meus alunos !

Se quer a classe do seu lado…assim não vai lá!

Tem que aprender a jogar com os dados que lhe são dados!